Install Theme

Querido diário..

\

(via gaturamo)

(Fonte: biscuita, via gelatina-de-pao)

Feliz dia do “me empresta a borracha”, “me empresta o celular que to sem credito”, “cade a comida dessa casa”, “pede tu pra minha mãe que ela deixa”, “vê se ta sujo”, “me da uma bala”, “compra que depois te pago”, “era pra rir?”, “não olha agora, eu falei que não era pra olhar”, “vou dormir na tua casa amanha”, “me da uma carona”, “se minha mãe perguntar eu dormi ai ontem”, “coloca meu nome no trabalho pelo amor de Deus”, “parabéns viado”, “chamada a cobrar para aceitá-la continue na linha…”, “me da uma mordida desse sanduíche”,” vid4 lok4”,”se arruma, to chegando ae”, “meu pai leva sua mãe busca”, “ta tao bonito(a) que nem parece tu”, amigo.

(Fonte: n-o-v-o-h-e-r-o-i, via gelatina-de-pao)

(Fonte: palesttina, via gelatina-de-pao)

“ Não, não quero mais gostar de ninguém porque dói. Não suporto mais nenhuma morte de ninguém que me é caro. Meu mundo é feito de pessoas que são as minhas – e eu não posso perdê-las sem me perder. ”

—    Clarice Lispector (via antipoetico)

(Fonte: inverbos, via reacreditar)

“ - Já disse que te amo.
- Não faça isso. Não me ame. ”

—    Charles Bukowski.  (via poexistir)

(Fonte: t-a-q-u-i-c-a-r-d-i-a, via reacreditar)

(Fonte: ForGIFs.com, via minuit-moins)

(Fonte: drouxer, via minuit-moins)

“ Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche. ”

—    Martha Medeiros.  (via nobroke)

(Fonte: reflorestada, via nobroke)

“ Ela explicava, sorrindo: Não, gurizinho. É que, quando a gente gosta mesmo duma pessoa, a gente faz essas coisas. ”

—    Caio Fernando de Abreu.   (via nobroke)

(Fonte: classificar, via nobroke)